22º Projeto Circulandô veio a Itabaiana e foi um sucesso

22º Projeto Circulandô veio a Itabaiana e foi um sucesso

A Prefeitura Municipal de Itabaiana, através da Secretaria de Cultura, em parceria com as Secretarias de Educação e de Desenvolvimento Humano, com o apoio e logística do Centro de Convivência e o Caic, promoveu neste final de semana o Projeto Circulandô do Cearte – Centro Estadual de Arte, por meio de sua diretora, Laura Moreno, em parceria com o Governo do Estado.

Foram oferecidas oficinas de cinema, fotografia, dança contemporânea, música e teatro promovidas no 22° Circulandô, uma ação cultural promovida pelo Cearte desde 2013, abraçada neste final de semana, pelo prefeito de Itabaiana, Lúcio Flávio.

Já o Cine Circulandô trouxe para Itabaiana, quatro curtas-metragens, inéditos no estado e um clássico do documentário para à população, em homenagem ao cineasta Vladimir Carvalho, filho ilustre de nossa cidade, intitulado, “A Pedra da Riqueza” de 1975, considerando um clássico do cinema documental brasileiro que foram exibidos na Praça Epitácio Pessoa, na noite de sábado (13), proposta do Circulandô, para o público em geral.

As oficinas foram ministradas no Centro de Convivência e Caic, sob a coordenação de Odécio Antonio e equipe, composta de renomados professores e técnicos. Foram inclusos os alunos do Centro de Convivência, além da Rede Pública de Ensino Municipal, Estadual, Privada e de cidades circunvizinhas, além de inscrições abertas para toda a população, com uma bela Culminância no domingo (14), onde alunos e profissionais já gabaritados interagiram em um belo espetáculo.

Sob a coordenação de Bento Júnior o curso de teatro fez uma homenagem ao poeta itabaianense, Agenor Otávio, que leva o nome da cidade em forma de verso e prosa, por onde ele passa.

Na oficina de música, regida pelo maestro, Burgo Hipólito, foram reverenciados clássicos do mestre Sivuca, a exemplo da música “Feira de Mangaio” que projetou Itabaiana para o Mundo. Grande parte dos alunos já compõem a “Escola de Música Sivuca”, sob a regência do maestro Maxuel.

Para o coordenador, Odécio Antonio, Itabaiana surpreendeu, pelo grande número de inscritos para as oficinas e pela integração total do município. “Itabaiana é terra de grandes talentos “, pontuou.

“Foi um final de semana, onde a cidade respirou cultura de todas as formas, nas mais variadas essências”, declarou a secretária de cultura, Socorro Almeida, “sinto-me com a sensação de dever cumprido”, finalizou.

Comentários com o Facebook