Prefeitura de Itabaiana contrata Sebrae para dar consultoria aos comerciantes informais

Prefeitura de Itabaiana contrata Sebrae para dar consultoria aos comerciantes informais


Na última sexta-feira, 10 de agosto, a Prefeitura Municipal de Itabaiana esteve reunida no Colégio Estadual, com os comerciantes informais da nossa cidade, para que junto ao Sebrae-PB, possa encontrar uma solução para o reordenamento desse comercio que existe no centro da cidade.

Através da Consultora, Arquiteta e Urbanista, Fernanda Melo, que será a responsável por elaborar um plano de intervenção junto aos comerciantes informais do município, pensar num reordenamento dos barraqueiros, fiteiros, espetinhos, churrasquinhos, é que a Prefeitura atenderá a exigência do Ministério Público, com base no código de postura do município, que visa a desobstrução das calçadas e passeios públicos garantindo a mobilidade e acessibilidade da população.

O Ministério Público notificou todos os barraqueiros, dando um prazo para desocuparem essas áreas ocupadas irregularmente na cidade de Itabaiana e a PMI preocupada com essa questão contratou a consultoria do Sebrae para que junto aos comerciantes encontre uma solução, atendendo ao MP, mas sem que os pais de família tenham prejuízos.

Participaram da reunião, representando a Prefeitura, as Secretarias de Gestão e Planejamento, Geraldo Moraes, Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, Félix Oliveira e Recursos Hídricos e Meio Ambiente, Ruan Blawdon.
Nesse primeiro momento foi feito um diagnóstico das atividades desenvolvidas pelos comerciantes informais e colocadas as principais dificuldades: Como falta de acesso, falta de segurança de estar trabalhando nas ruas, infraestrutura, meios para higienização, entre outras.

Os comerciantes demonstraram consciência que esse é um problema antigo, que estão nas ruas por necessidade de trabalhar e que estão ocupando um local irregular, mas que querem encontrar uma solução, atendendo a notificação do Ministério Público e estão despostos a procurar uma saída para todos.

Após o diagnóstico, foi marcado um novo encontro, onde o Sebrae vai dialogar com os comerciantes divididos entre segmentos. Geraldo Mores, disse que os próximos passos serão um momento com os comerciantes de setores de serviços e diversos, e um segundo com o ramo de alimentos e bebidas, para direcionar esses dois públicos.

Ao término desse trabalho que é rápido por conta do prazo, a ideia é que seja apontado novos locais de trabalho, respeitando a legislação de urbanismo e oferecendo aos comerciantes melhores condições de trabalho dentro de um Programa que o Sebrae está chamando de comércio legal.

O secretário Geraldo Moraes finalizou dizendo que a ideia é colocar o comerciante dentro da formalidade, organizando as atividades com condições que se adequem ao serviço que eles ofereçam e as que o município possa oferecer, “a nossa meta é organizar”.

Comentários com o Facebook